Notícias Clínica do Luto

Muitas vezes, com um pouco de afeto e atenção, é possível trazer a magia do Natal para quem vive a dor de um luto.

Nem sempre a magia do Natal é capaz de superar a tristeza que aparece no fim do ano. A sensação de dor, muitas vezes de saudade, cresce quando vai chegando a hora de montar a árvore de Natal. Ou simplesmente quando surge a cobrança excessiva da alegria em um momento tão festivo.

São 5 anos ouvindo pessoas e atendendo pacientes que passam pela dor do luto. Psicóloga, Raissa Ferreira é enfática ao dizer que a tristeza nesta época está longe de ser frescura. Ela afirma que existe um caminho para dar um novo significado a esse momento.

“O Natal é uma data cheia de significados, independentemente das crenças religiosas, geralmente as pessoas estão com quem amam e próximas da família. E é o período que tiramos para fazer revisões e planos futuros. Por isso, as pessoas estão mais sensíveis, emocionalmente”.

Uma pessoa querida, que se foi há pouco tempo, a perda de um grande amor ou um conflito familiar relembrado com as datas festivas, pode deixar a época mais dolorosa, o que leva muitos pacientes até o consultório, conta a psicóloga. “Muitas vezes, a dor que foi suportada durante o ano todo acaba ficando insustentável e essas pessoas buscam ajuda profissional”.

Além da perda de alguém que ama, muitas vezes o gatilho para tristeza é a cobrança da felicidade. “A necessidade de demonstrar que superou a perda, deixa essas pessoas perdidas quanto ao que podem ou devem fazer diante dessas cobranças. O mais comum é o enlutado não saber se deve ou não comemorar o Natal”, explica.

Raissa orienta que é importante respeitar a dor do próximo, claro, sem abrir mão do carinho e atenção necessários. “Algumas pessoas não vão querer comemorar, outras acharão importante manter as tradições. O fato é que não existe certo ou errado. Mas o importante é entender que é normal sentir-se triste, mas se aproximar das pessoas é essencial neste período”.

O mais importante, na visão dela, é que, para continuar vivendo apesar do luto, não basta esperar o tempo. “É necessário um grande esforço para elaborar a perda. Por isso, se a pessoa não está conseguindo lidar com o ocorrido, é importante buscar ajuda profissional”.

E se falta ajuda, quem está perto tem um papel importante a cumprir. “A vontade de passar um tempo sozinho e refletir sobre a vida, é comum, mas a busca pelo isolamento não. Isso só potencializa o sofrimento. É importante que a família ou os amigos permaneçam atentos, evitando deixar a pessoa de luto sozinha nesse período”.

E toda dor passa? A resposta é sim. “A dor insuportável vai embora e dá lugar a uma saudade suportável, apesar de existirem períodos de altos e baixos, o sofrimento pode diminuir ao ponto de virar uma lembrança boa”, garante.

fonte: https://www.campograndenews.com.br/lado-b/faz-bem/quando-o-luto-e-o-natal-caminham-juntos-melhor-remedio-e-nao-ficar-sozinho

Used Tags :

suporte

No comments yet

by [ M.B ]